Breve Histórico

 

20743_pasiones_capitales_big

A tradição foi passada oralmente desde a antiguidade, sabe-se apenas que foi trazido da Ásia para o Ocidente pelo místico armênio George Gurdjieff no início do século 20.

Acredita-se vir dos tempos do filosofo grego Pitágoras e dos místicos sufistas, mantendo-se vivo durante 4.500 anos (transmitido apenas via oral).
Desde então, diversas correntes de pensamento passaram a usar o Eneagrama para explicar fenômenos psicológicos, religiosos e espirituais. No início da década de 1970, o místico boliviano Oscar Ichazo apresentou o Eneagrama a um grupo de seguidores em Arica, no Chile. Um de seus alunos foi o psiquiatra Cláudio Naranjo, que sistematizou o trabalho de Ichazo utilizando a linguagem da psicologia e dotando o modelo de uma estrutura apropriada ao trabalho de crescimento pessoal e profissional.
A partir daí, muitos estudiosos e autores do Eneagrama em todo o mundo, ajudaram a tornar os ensinamentos do Eneagrama mais acessíveis. O trabalho de Helen Palmer e David Daniels merecem destaque, como alguns dos maiores nomes na comunidade internacional do Eneagrama.
O Eneagrama possui validação científica e acadêmica, incluindo diversas teses de mestrado e doutorado nos EUA e na Europa e vem sendo cada vez mais utilizado na educação corporativa, como poderosa ferramenta na gestão de pessoas em todas as suas nuances.

ENEAGRAMA NO MUNDO

Nos últimos tempos, o leque de aplicações do Eneagrama no mundo tem crescido muito, sua abrangência chega às áreas da psicologia, do relacionamento interpessoal, do desenvolvimento de lideranças estratégicas, da educação de crianças a adolescentes, as universidades,  saúde, espiritualidade, do ambiente empresarial, na somática, movimentos sociais das comunidades, artes e também vários grupos marcados pela exclusão social.

ENEAGRAMA NO BRASIL

No Brasil dezenas de professores, terapeutas, diretores espirituais, instrutores e consultores já ensinaram o Eneagrama para milhares de pessoas em grandes cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte, Florianópolis, Maceió, Teresina, Recife, e em algumas cidades menores como por exemplo Ponta Grossa, centro do núcleo Gente Re-gente no Paraná.
Uma indicação do rápido crescimento do Eneagrama no Brasil é a lista de trinta livros de Eneagrama publicados em Português. Dez destes livros foram escritos por brasileiros,e vinte foram traduzidos a partir de originais americanos e europeus. Outro fator comprobatório da alta eficácia é que o Eneagrama está sendo falado na imprensa e na televisão. Em fevereiro de 2004 houve um relatório de quatro páginas sobre o Eneagrama em “Você SA”, uma das revistas de negócios mais importantes no país. Em dezembro de 2004, houve uma entrevista sobre o Eneagrama no “Jô Soares,” um talk show bastante popular no Brasil. (comparável à de David Letterman nos EUA).
Seguindo um padrão familiar no Brasil, uma rica mistura de influências e experiências levou os professores locais a trabalhar com o Eneagrama. Alguns são treinados com  professores americanos, como Helen Palmer, David Daniels, Don Riso e Russ Hudson; alguns vieram do trabalho de Gurdjieff; outros pertencem a ordens religiosas cristãs. Também significativos são professores assistentes de Claudio Naranjo do programa Seekers After Truth (SAT) , cujo trabalho duradouro atingiu milhares de pessoas. E há algumas pessoas que, viajando pelo mundo em busca de desenvolvimento espiritual, descobriram o material ao vivo em Ashrams.
Graças a todas essas fontes, no Brasil o Eneagrama tem sido disseminado de forma progressiva e constante, em grande parte do nosso território.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *