Como Acabar com a Procrastinação em 10 Passos?

 

Corte esse Mal pela Raiz!

Procrastinar significa o adiamento de uma tarefa, compromisso. Em toda nossa vida teremos momentos de procrastinação, quem não tem?

Mas por que procrastinamos?

Porque o resultado imediato não é prazeroso… É diferente de você ir ao bar, tomar uma cerveja com seus amigos. O prazer, a descontração virá na hora. Nunca ouvi alguém falar que procrastinou um passeio de lancha, por exemplo, ou que está procrastinando a todo custo receber uma herança.

Já quando se deve executar algo nada prazeroso, pensamos em resolver mais tarde, talvez a vontade apareça (pura ilusão) e vamos procrastinando, até o dia limite e aí… é aquele desespero para terminar aquilo que já estava difícil de começar. Resultado: estresse e comprometimento da qualidade final da atividade.

Confira as 10 formas de procrastinação mais comuns:

 

Não caia mais nessa cilada. Confira as 10 formas de Procrastinação mais comuns:

 

1- Vou Fazer Depois

Essa é a “melhor” desculpa. Você está sendo positivo e não há como não parecer uma resposta agradável. Depois quando? Anote quando será! Se você não consegue colocar uma data, é um forte indício de que pode acabar não sendo feito.

 

2- Agora Não é uma Boa hora

Se é ler um livro, ou lavar a louça. Ao invés de se perguntar porque mesmo você não faz agora. Mais útil seria pensar: o que me impede de fazer isso agora?

 

3- Vou Descansar Antes

Uma boa desculpa é dizer que vai descansar para conseguir energia e depois realizar o compromisso. Mas já reparou que as pessoas que menos tempo ocioso tem, mais fazem?

 

4- Não irei Ganhar Recompensa Agora

Na verdade é um canal de desmotivação. Achar que não vai ganhar recompensa não é a melhor forma para fazer uma tarefa. Mesmo que a recompensa seja daqui a um tempo, ainda vai valer a pena. Substitua o “não irei ganhar agora” por “a recompensa virá…mesmo que a médio ou longo prazo”.

 

5- É muito Chato

Claro que a maioria das tarefas que procrastinamos são chatas. Se fossem divertido, faríamos logo. Mas procure achar um ponto positivo. Por exemplo, em limpar a casa, imagine ela limpa e cheirosa. Em ler um livro, pense no conhecimento ou no momento de diversão ou relaxamento… é uma questão de mudar o foco.

 

6- Vou Esperar a vontade voltar

Faça sem vontade, mas faça!

 

7- Vou Navegar na internet, para Relaxar antes

A internet é a campeã para descontrair e tirar atenção do que precisa ser realizado. Cuidado! Use ela, não deixe que ela te use.

 

8- Não tenho Tempo para fazer isso

Tempo é questão de prioridade. Gestão do tempo deveria se chamar, gestão de prioridades…

 

9- Não consigo fazer Sozinho

Essa acontece no trabalho. Mesmo que a tarefa consista na ajuda de seu colega, o que você puder ir fazendo já vai ser ótimo!

 

10- Vou fazer Outra coisa, enquanto a vontade não vêm…

Desilusão total.

 

Os Resultados da Procrastinação

A lista pode ser grande, mas citando alguns seria: perder o emprego, deixar de ganhar uma promoção ou oferta de sociedade em um projeto ou empresa… comprometer a saúde devido ao sedentarismo “eu vou começar academia amanhã” e “a dieta na próxima segunda”… e por aí vai.

 

Qual o Antídoto para cortar esse mal pela raiz?

O que de melhor conheço, que seja mais simples possível, é o trabalho com as prioridades a partir da categorização do que é importante e não importante, e do que é urgente e não urgente, esses quatro itens dentro de quatro quadrantes. Além de seguir uma lista com revisão diária em uma agenda e uma lista fixa (pode ser colada na parede mesmo), com atividades sagradas de todos os dias. Ao executar as atividades, não deixe que nada atrapalhe, desligue as redes sociais  e o celular se preciso. Dar um tempo para cada atividade ajuda tremendamente no desempenho. 

Existem outras ferramentas mais “técnicas” que ajudam na organização prática do trabalho e na gestão do tempo, mas existe o lado puramente comportamental, ou seja, quando essas mudanças básicas não são suficientes, em geral, quando existe aí um padrão, ou o vício da procrastinação e nesse caso, um trabalho de coaching que gera a quebra desse padrão é mais profundo; é preciso um trabalho com a segunda camada da motivação, aquela não aparente, mas que define esse tipo de comportamento. Nesse caso, ideal é que o processo de coaching para melhoria de performance, seja individual… esses dias me perguntaram se “tinha jeito” tanta procrastinação, por tanto tempo. Resposta: tem jeito sim, rs.

 

Clarissa Corrêa 

FORMADORA DE EXPERTS EM ENEAGRAMA 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *